cuspidor-de-máscara-preta
 

(Conopophaga melanops nigrifrons)

Sem título.png12.png

Características

Habita o sub-bosque de Floresta Ombrófila Aberta, Floresta Ombrófila Densa, Floresta Estacional Semidecidual e em Zona de Tensão Ecológica. Com a fragmentação, as populações encontram-se isoladas e com declínio continuado. A destruição do habitat pela expansão urbana e agrícola se torna a principal ameaça para a espécie. Atualmente, Conopophaga melanops nigrifrons consta como ¨Vulnerável¨na Lista Nacional da fauna ameaçada de extinção. A subespécie está inserida nos Planos de Ação Nacionais para Conservação das Aves da Caatinga e das Aves da Mata Atlântica.
 

Mede entre 10,5 e 12 centímetros de comprimento e pesa cerca de 20 gramas.

É endêmico da Mata Atlântica. O macho e a fêmea apresentam plumagens diferentes principalmente na cabeça (a fêmea tem uma estria branca sobre os olhos) e na coloração das partes inferiores (cinza no macho e laranja-ferrugíneo na fêmea).

Alimentação

Forrageia sozinho ou aos pares e permanece perto do solo, olhando para o chão e para os lados, utilizando troncos de árvores, galhos e pedras como poleiros. No chão, se movimenta com saltos e bica as folhas para capturar insetos. Foram encontrados em análise estomacal uma larva de díptero, alguns coleópteros e um ácaro.

Reprodução

Constrói o ninho com folhas secas em formato de tigela, em arbustos ou pequenas árvores a poucos metros do solo. Põe geralmente 2 a 3 ovos, que são chocados pelo casal

 

Distribuição Geográfica

Ocorre nos estados de Alagoas, Pernambuco e Paraíba, mas em 2016 foi possível identificar a vocalização e observação da subespécie na RPPN Mata da Estrela e na Mata da Pituba, no Rio Grande do Norte.

Mapa de distribuição da espécie

​Andreza Silva

icone-instagram.png

@andreza_arte