udu-de-coroa-azul
 

(Momotus momota marcgraviana)

Sem título.png20.png

Mapa de distribuição da espécie

Características

É encontrada apenas em ambientes florestais, no sub-bosque alto e médio de fragmentos isolados. Atualmente, está classificada na categoria “Em Perigo”, na Lista Nacional da fauna ameaçada de extinção. Como evidência do declínio populacional continuado, a espécie tem uma população com menos de 2.500 indivíduos. A principal causa de ameaça é a intensa destruição e descaracterização do seu habitat, através do desmatamento para expansão agropecuária e urbana. O udu-de-coroa-azul está inserido no Plano de Ação Nacional para Conservação das Aves da Mata Atlântica.
 

O udu-de-coroa-azul pode medir entre 41 e 46 centímetros de comprimento. As partes superiores da ave são verdes, tornando-se azuis na cauda inferior, e as partes de baixo são verdes ou possuem coloração ferruginosa, dependendo da subespécie. A cabeça possui uma coroa negra, circundada por uma faixa roxa e azul. Há uma máscara negra e a nuca do animal é castanha. A cauda é longa, com as penas centrais mais compridas do que o corpo e com as demais menores e escalonadas. Na ponta das penas centrais aparecem duas raquetes, onde as franjas laterais da pena foram perdidas e restou somente a ponta. 

 

Alimentação

A alimentação é composta por sementes, frutos, principalmente o fruto do murici (Byrsonima sericea), artrópodes e pequenos vertebrados. Forrageiam no chão, durante a manhã e no final da tarde, possui também um papel importante como dispersor de sementes.

 

Reprodução

Utiliza barrancos próximos de cursos d´água para fazer ninhos, também utiliza buracos escavados por outros animais e pode atacar possíveis predadores dos ovos, como a Boa constrictor, por exemplo.
 

Distribuição Geográfica

Ocorre desde o Rio Grande do Norte, em florestas de restinga, até o Estado de Alagoas, nas florestas de altitude.

​Andreza Silva

icone-instagram.png

@andreza_arte