beija-flor-de-costas-violeta

(Thalurania watertonii)

beija-flor.jpg
Sem título.png21.png

Mapa de distribuição da espécie

Características

Essa espécie habita o sub-bosque de brejos de altitude, Floresta Ombrófila, Estacional Semidecidual e áreas de Floresta Ombrófila Densa, com altitudes variando de 0 a 100. Atualmente, está classificada na categoria “Em Perigo” por causa da perda de habitat e tamanho populacional, possuindo menos 2.500 exemplares adultos.

Os machos possuem uma plumagem mais brilhantes, tendo em suas partes superiores cores azuis-violetas, com cabeça verde e partes inferiores verdes metálicas, asas e cauda pretas, com bicos mais curtos e pretos. Já as fêmeas têm uma plumagem menos ostentosa, sendo cinzas na parte superior esverdeadas na parte inferior, além disso suas asas são pretas e sua cauda é preta com pontas brancas, seus bicos são maiores. 
 

 

Alimentação

Alimenta-se principalmente de carboidratos, conseguidos através do néctar das flores, mas come também pequenos artrópodes.

 

Reprodução

Seu ninho tem forma de taça profunda e é feito de material macio, como fiapos de lâminas de xaxim e paina de gravatá, etc e a parede externa é atapetada com fragmento de folhas, líquens, musgos, etc, firmemente colados com teia de aranhas. O ninho é preso por teias de aranha a forquilhas ou pequenos ramos. A fêmea põe geralmente 2 ovos brancos, com reprodução entre novembro e fevereiro.

Distribuição Geográfica

A espécie ocorre nos estados de Pernambuco, Alagoas e Sergipe, sendo Pernambuco e Alagoas os únicos estados com localidade exatas.

​Andreza Silva

icone-instagram.png

@andreza_arte